SAÚDE

UPAs Pirituba, Jaraguá e Perus enfrentam crise com aumento de casos de dengue e doenças respiratórias

Publicado em 02/05, às 13h11
por Redação

O crescente número de casos de dengue e doenças respiratórias está causando uma crise nas unidades de pronto atendimento (UPAs) da zona norte de São Paulo, especialmente nas UPAs de Pirituba, Perus e City Jaraguá.

Sara Vitória, 12 anos, e sua mãe, Juliana Gonçalves, aguardavam na UPA de Pirituba desde às 11h da manhã até cerca das 20h para receberem o resultado de um exame de sangue para dengue. Juliana havia levado Sara à UPA duas semanas antes com um diagnóstico de pneumonia, mas os sintomas persistiram, incluindo febre alta, diarreia, vômito, dor de cabeça e calafrios. O diagnóstico entre infecção respiratória e dengue é comum nas unidades de pronto atendimento da zona norte de São Paulo. Na UPA de Pirituba, há uma recepção reservada para os sintomas gripais à direita e outra para as demais reclamações à esquerda.

Em 2024, o Brasil registrou um recorde histórico de mais de 4,1 milhões de casos prováveis de dengue e 2.073 óbitos, segundo dados do Ministério da Saúde. Além disso, houve um aumento nas internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) devido a vírus como VSR e influenza A.

Na UPA Jaraguá, Carine Laura, 36 anos, considerou-se sortuda por sua filha de 6 anos ter esperado apenas quatro horas para ser atendida. A menina, tossindo, fez testes para gripe, Covid e dengue. Carine elogiou a equipe de enfermagem, embora tenha enfrentado um problema na troca de plantão, com a médica anterior precisando continuar devido à ausência da nova médica.

No mesmo local, Anderson Ferreira, 46 anos, acompanhava sua esposa Silvia Regina, 43 anos, que apresentava sintomas gripais, dor no corpo e dor de cabeça. Eles chegaram à UPA às 14h e Silvia passou por testes de Covid e dengue, além de um raio-X do pulmão. Apesar da demora, Anderson considerou esse o pronto atendimento mais rápido disponível.

A cerca de sete quilômetros dali, na UPA de Perus, a espera era um pouco menor, com previsão de atendimento em duas a três horas. Ailson Miller, 49 anos, esperava há 1h30 para ser atendido, relatando sintomas de gripe e suspeita de dengue desde o sábado, mas estava receoso de enfrentar longas esperas.

Tanto na UPA de Perus quanto na de Pirituba, as tendas para atendimento específico à dengue encerravam suas atividades às 19 horas, contribuindo para a sobrecarga e tempo de espera nas unidades.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informou que as UPAs estão priorizando casos graves seguindo o protocolo de classificação de risco Manchester. No entanto, a demanda intensa por serviços médicos emergenciais tem sobrecarregado o sistema de saúde, comprometendo a qualidade e agilidade no atendimento aos pacientes.

“Importante destacar que as unidades fazem o atendimento a dois grupos distintos: o primeiro, onde é feito o diagnóstico da dengue e iniciado tratamento; e o grupo de pacientes que estão sob monitoramento do quadro clínico, conforme diretrizes do Ministério da Saúde (MS) que determinam o retorno regular de pacientes do grupo de maior risco como os com comorbidades, idosos e gestantes”, afirma a nota.

A SMS diz ainda que as UPAs citadas na reportagem estão funcionando com o quadro de profissionais completo, e que na segunda-feira (29), com início do novo plantão das 19h, as equipes das UPAs Pirituba e Perus – que contam com tenda – avaliaram que havia capacidade para continuarem os atendimentos dentro dos equipamentos. No período noturno, as tendas são acionadas sempre que necessário.

A média de atendimento diário neste mês de abril foi de 780 na UPA Pirituba, 764 na UPA Perus e 670 na UPA City Jaraguá. Somente neste mês, foram realizados 3.004 testes de dengue na UPA Pirituba, 3.158 na UPA Perus e 1.938 na UPA City Jaraguá.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Bats rdv
  • Sombra
  • Garden-party
  • Marco
  • Poline
  • Fête nationale (anticipée puis détournée)
  • Brandenburg Concerto (Wendy Carlos)
  • Maggie ##
  • Maggie #