ENTRETENIMENTO/ESPORTES

Exposição na Estação Água Branca da CPTM rememora a origem da Freguesia do Ó

Intervenção artística revela parte da história da Freguesia do Ó e da av. Santa Marina

Publicado às 10h35

“Ó: caminho, estrada, avenida” é a nova intervenção artística que ganha vida nas paredes da Estação Água Branca, que serve a Linha 7-Rubi da CPTM. A partir desta segunda-feira (12/2), o público poderá conferir 30 cartazes impressos em serigrafia no formato 60 x 90 cm, que fazem parte do livro “Ó: caminho, estrada, avenida”. O artista Gilberto Tomé é o autor da obra que tem como base fotos antigas reproduzidas a partir do Acervo do Santa Marina Atlético Clube e fotografias atuais de sua autoria.

“Essa intervenção é, antes de tudo, uma experiência gráfica de fusão entre duas linguagens: a do livro e a do cartaz”, explica o autor. Trata-se de um projeto de livro em grandes dimensões. “As páginas apresentam-se dobradas em cadernos, porém soltas, sem grampos ou qualquer tipo de costura, com textos e imagens, como cartazes, comenta Tomé.

A obra tem como base imagens e textos relativos à paisagem paulistana, numa abordagem poética e subjetiva de fatos históricos, remontando a origem do bairro da Freguesia do Ó, região que também foi conhecida como o antigo Caminho de Manuel Preto um dos principais bandeirantes paulista. Anos mais tarde recebeu o nome de Estrada de Nossa Senhora do Ó e no início do século 20, transformou-se na avenida Santa Marina – a mais antiga ligação entre a Água Branca e a Freguesia do Ó.

Sobre o artista

Artista visualGilberto Tomé concluiu o curso de Arquitetura e Urbanismo na FAU USP em 1992. Iniciou nas artes gráficas na Oficina das Artes do Livro, espaço voltado à divulgação das técnicas tradicionais de fabricação de papel, impressão tipográfica e encadernação. De 2000 a 2008, frequentou o ateliê de gravura do Sesc Pompeia. Participou, em 2005, da primeira edição do Ateliê Amarelo, ateliê residência no centro da cidade de São Paulo, coordenado por Maria Bonomi. Seu projeto consistia em desenhar São Paulo a partir da memória e de percursos pelas ruas do Centro.

Em 2013 apresentou o projeto “Mestres tipógrafos, impressões de vida”, sobre tipografias ainda atuantes em São Paulo, através de publicação e exposição na Oficina Cultural Oswald de Andrade. E em 2014, participa da exposição Cidade Gráfica, no Itaú

Cultural, com o trabalho “Livrocidade”, experiência híbrida entre livros e cartazes. Como designer desenvolve projetos gráficos de livros, catálogos e guias culturais, como o Mapa das Artes, entre outros impressos.

 

Serviço:

Exposição: “Ó: caminho, estrada, avenida” 

Data: De 5 a 28/2

Horário: das 4h às meia-noite.

Local: Estação: Água Branca (Linha 7-Rubi)

Grátis para usuários​

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Oscars
  • Aida
  • back duo
  • trio xxi
  • decisive
  • boyau
  • Jerusalem's chimera
  • Jorg
  • Ulli