REGIONAL

Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda tiveram uma falha a cada dois dias após concessão à ViaMobilidade

Publicado em 11/03/2022 às 9h30

por Redação

A concessionária ViaMobilidade, controlada pelo grupo CCR, assumiu a operação das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda em 27 de janeiro com a promessa de melhorar a qualidade do serviço prestado à população. De lá para cá, em apenas 42 dias de concessão, as linhas registraram uma falha a cada dois dias, sendo quatorze problemas na 9-Esmeralda e dez na 8-Diamante.

Nesta semana, dois casos chamaram a atenção: um trem da 8-Diamante bateu em uma barreira de contenção na plataforma de desembarque da Estação Júlio Prestes e um funcionário morreu eletrocutado enquanto fazia a manutenção de um equipamento na Linha 9-Esmeralda. Os episódios aconteceram na última quinta-feira, 10 de março. Já no dia anterior, passageiros da 8-Diamante tiveram que andar sobre os trilhos porque o trem apresentou alguma falha e parou próximo à Estação Barra Funda.

Trem da 8-Diamante. Foto: Reprodução/São Paulo Sobre Trilhos no Twitter

A Promotoria de Justiça do Consumidor do Ministério Público já se comprometeu a investigar o impacto disso tudo na vida dos passageiros, que têm reclamado bastante desde o início da concessão. A expectativa, entretanto, é de que a operação das linhas melhore com o tempo.

Problemas antigos

Além das falhas operacionais, os usuários ainda precisam enfrentar problemas estruturais nas estações, como banheiros sujos (ou ausentes), escadas rolantes inoperantes e goteiras. Na Lapa, por exemplo, há infiltrações, falta escada rolante, a plataforma é parcialmente descoberta e até o antiderrapante está desgastado. Problemas semelhantes são observados na Estação Imperatriz Leopoldina, onde o piso também está desgastado e apresenta buracos, os usuários não contam com escadas rolantes ou banheiros, há infiltrações e a sinalização está desgastada. Ou seja, a demanda é por acessibilidade nas estações.

Estação Imperatriz Leopoldina não conta com escada rolante. Foto: Reprodução/Rivaldo Gomes/Folhapress

Futuro

A expectativa é que essa realidade seja transformada até fevereiro de 2023. De acordo com a Viamobilidade, como previsto em contrato, sete estações devem passar por reforma até o ano que vem, entre elas a da Lapa e a Imperatriz Leopoldina. Além disso, a concessionária pretende implantar duas passarelas: uma entre Parque Villa-Lobos e a ciclovia do Rio Pinheiros e a segunda no quilômetro 42 da Linha 8-Diamante. O plano de ação inclui ainda, durante os quatro primeiros anos de concessão, a modernização de outras 29 estações. O investimento previsto para as linhas 8 e 9, ao longo dos próximos 30 anos, é de R$ 3,8 bilhões.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Sunbath
  • Run, run, run, the bullet is close to you (ou la tentative d'assassinat sur un coureur de jupons)
  • Le crêpier
  • La déesse de l'Abondance
  • Ufer
  • Bridge
  • Ballhaus
  • Training
  • Immediate ceasefire