TURISMO

Vá de CPTM: conheça Paranapiacaba, uma vila histórica pertinho de São Paulo

Publicado em 14/11, às 8h30

Localizada a 48 km da capital paulista, Paranapiacaba é um destino certo para quem gosta do duo de história e contato com a natureza. A região, pertencente ao município de Santo André, é uma vila de arquitetura inglesa, que testemunhou a importante fase de expansão das ferrovias no Brasil.

Paranapiacaba. Foto: Divulgação.

Uma passarela sobre a linha do trem liga a área mais antiga à região alta, onde está a igreja de Bom Jesus, de 1889. Com uma imensa área verde, Paranapiacaba conta com diferentes trilhas e cachoeiras, que encantam os amantes do ecoturismo. Algumas trilhas levam o visitante à várias piscinas naturais de águas cristalinas. As trilhas abertas ao público, geralmente, ficam no entorno da vila.

“No distrito de Paranapiacaba a história do desenvolvimento do Estado de São Paulo e a Mata Atlântica se encontram”, resume o professor e mestre em geografia Paulo Inácio.

Região abriga imensa área verde. Foto: Divulgação.

“O papel da estação ferroviária vencendo a escarpa da Serra do Mar e ligando o interior e a capital do Estado com os principais centros mundiais por meio do Oceano Atlântico somado ao clima serrano, a vegetação da Mata Atlântica e a arquitetura da Vila tornam a visita, para além de um museu a céu aberto, uma experiência sensória”, afirma Inácio.

Há anos, a vila faz parte do roteiro da ecoturista Laís dos Santos. “Sempre que quero relaxar e entrar em contato com a natureza, vou lá”, conta. “Além do charme, Paranapiacaba fica perto da capital paulista.”

Como chegar
Paranapiacaba. Foto: Divulgação.

A CPTM, há dez anos conta com o Expresso Turístico, que leva os viajantes até a Vila de Paranapiacaba aos domingos. O trajeto é realizado ao longo da Linha 10-Turquesa.

O percurso de 48 km leva 1h30 e proporciona ao turista uma viagem no tempo a bordo de uma composição formada por dois carros de aço inoxidável fabricados no Brasil na década de 50 e tracionados por uma locomotiva da década de 1950, totalmente reformada.

Entre os destaques durante a viagem estão as estações Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, tombadas pelo patrimônio histórico de São Paulo. Elas foram construídas pela antiga empresa britânica SPR (São Paulo Railway) – primeira ferrovia paulista, inaugurada em 1867.

Além disso, é possível encontrar em operação em Paranapiacaba a segunda locomotiva mais antiga do Brasil, que pertenceu à SPR e hoje integra o acervo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF).

O bilhete da CPTM contempla exclusivamente a viagem de ida e volta. Além do Expresso Turístico, o visitante pode chegar até a vila também com a CPTM com as locomotivas comuns. Neste caso, é preciso pegar a Linha 10 – Turquesa até Rio Grande da Serra e de lá, mais um ônibus.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Inglorious
  • Campidoglio
  • MAXXI
  • Fasanen butterfly
  • Xiomara dedicating her book "Warten auf den Regenbogen" (teNeues, 2024)
  • Xiomara duo
  • Xiomara
  • History
  • Minotaure