SAÚDE

Uso do serviço público de saúde em SP atinge maior nível em 10 anos, diz pesquisa

Rede Nossa São Paulo e Ibope Inteligência entrevistaram 800 paulistanos com mais de 16 anos para estudo

Publicado às 10h20

G1 São Paulo

O uso do serviço público municipal de saúde na cidade de São Paulo atingiu o maior índice desde 2008, segundo pesquisa da Rede Nossa São Paulo e Ibope Inteligência publicada nesta quarta-feira (24). É o maior nível da série histórica, ou seja, desde que a pesquisa começou a ser feita.

Em 2008, 64% dos entrevistados ou alguém de sua família haviam utilizado algum serviço público de saúde nos últimos 12 meses. Em 2017, esse índice subiu para 84%. Destes, a maior parte tem entre 25 e 34 anos, estudou até o Ensino Médio, é da Zona Norte e tem renda familiar de até cinco salários mínimos.

A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 27 de dezembro com 800 moradores da cidade de São Paulo com 16 anos ou mais. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Depois da Zona Norte (89%), as regiões que tiveram maior utilização do serviço público de saúde são a Leste (87%), Centro (81%), Sul (80%) e Oeste (76%).

Em dois anos, de 2015 a 2017, os serviços que mais cresceram são a distribuição gratuita de medicamentos, serviços odontológicos e consultas com especialistas.

Quando perguntados sobre quem tinha plano de saúde em dezembro de 2017, 33% responderam que sim, contra 26% em 2015. Dos 33%, a maior parte tem entre 35 e 44 anos, possui Ensino Superior, e é das regiões Centro e Oeste.

Para Américo Sampaio, gestor de projetos da Rede Nossa São Paulo, os dados entre saúde pública e privada não são conflitantes. Segundo ele, 60% dos planos de saúde são empresariais, então há “uma relação direta entre emprego e plano de saúde privado”.

“A ampliação do desemprego, no geral, levou a uma maior demanda do serviço público ao longo do ano de 2017. No entanto, em dezembro de 2017, você tem algum nível de recuperação de postos com carteira assinada, o que vai impactar em uma pequena ampliação de quem tem plano de saúde”, analisa Américo.

O que também aumentou foi a espera entre a marcação e a realização dos serviços de saúde, tanto públicos quanto privados. Em 2017, a espera para consultas na rede pública chegava a 160 dias, e, na rede privada, 70 dias. Em procedimentos mais complexos, como cirurgias, o tempo de espera chegou a 359 dias na rede pública.

Perfil do entrevistado

Entre os entrevistados, 46% são homens e 54% mulheres. Em relação à escolaridade, 33% fizeram até o Ensino Fundamental, 38% concluiu o Ensino Médio e 29% tem Ensino Superior.

A renda vai até dois salários mínimos para 32% dos entrevistados, de dois a cinco salários para 25%, mais de cinco para 24%, e 19% não responderam. Do total, 52% se declara branco, 45% pardo ou preto, e 3% outras.

Satisfação com a cidade

O número de paulistanos que gostariam de deixar a capital paulista diminuiu de 2015 para 2017, segundo o estudo. Em 2015, 68% declararam que sairiam de São Paulo se pudessem. Ano passado, esse índice caiu para 61%.

Entre os que sairiam da cidade, a maior parte são homens de 25 a 34 anos, brancos, das regiões Oeste e Centro, com renda familiar acima de dois salários mínimos.

O grau de satisfação em relação à qualidade de vida também melhorou. Em uma escala de 1 a 10, na qual “1” significa totalmente insatisfeito e “10” totalmente satisfeito, 42% deram notas de 1 a 5 em 2017, contra 54% em 2016. Já 45% deram notas de 6 a 8, contra 36% em 2016.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Oscars
  • Aida
  • back duo
  • trio xxi
  • decisive
  • boyau
  • Jerusalem's chimera
  • Jorg
  • Ulli