REGIONAL

Barulho das obras da Linha 6-Laranja tira o sossego de moradores de Perdizes e Pompeia

Publicado em 06/04/2022 às 9h50

por Redação/via Estadão

Ter bem pertinho de você uma estação de metrô é um verdadeiro facilitador de vida (e os piritubanos sabem muito bem como é não ter acesso a essa maravilha). Mas conviver com as estações sendo escavadas e construídas é uma outra realidade, bem mais amarga.

Perdizes

Essa experiência virou cotidiana para os moradores de Perdizes e Pompeia desde que as obras da Linha 6-Laranja foram retomadas no ano passado, após quatro anos de paralisação. Agora, em vez do silêncio dos canteiros vazios, a vizinhança convive com ruídos ao longo do dia e também durante a noite. Em Perdizes, as obras estão a todo vapor na Rua Cardoso de Almeida, onde será construída a futura Estação PUC. Como são três turnos de trabalho, o vaivém no canteiro de obras tem sido constante – 24 horas por dia, interferindo no sono dos moradores. Para se ter ideia, um dos vizinhos entrou com pedido no Ministério Público para investigar a perturbação sonora no local, e os moradores ainda foi organizaram um abaixo-assinado solicitando o fim do terceiro turno.

Estação Puc-Cardoso de Almeida. Foto: Reprodução/Linha Uni
Barulho e dessossego

Outra vizinha da obra, uma jovem de 31 anos, decidiu deixar o próprio apartamento devido à perturbação diária. O estresse tem prejudicado a sua saúde. No auge do cansaço, ela chegou a comprar um medidor de decibéis para medir o ruído e o resultado foi impressionante: 70dB à noite. O mesmo dessossego é vivido por quem mora próximo à futura Estação Sesc-Pompeia: barulho ao longo do dia e durante a madrugada. A solução para alguns moradores tem sido passar o dia com fone de ouvido e dormir com tampão para minimizar os ruídos externos. Ainda vale fechar as janelas à noite, mas nem sempre o calor permite.

Futura Estação Sesc-Pompeia. Foto: Reprodução/Linha Uni

Diante das reclamações, a Linha Universidade, concessionária responsável pelas obras, ressalta que cumpre a regulamentação referente aos níveis de emissão sonora. Além disso, também são adotadas medidas mitigadoras como manutenção periódica dos equipamentos, atenuação do sinal sonoro dos caminhões e guindastes e instalação de barreira acústica. Quanto ao terceiro turno, o da madrugada, a concessionária ressalta que é essencial para as obras da linha. Já a Secretaria de Transportes Metropolitanos destaque que a concessionária deve “informar antecipadamente aos moradores do entorno sobre a possibilidade de ruído próximo canteiros e adotar medidas mitigadoras”.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Le crêpier
  • La déesse de l'Abondance
  • Ufer
  • Bridge
  • Ballhaus
  • Training
  • Immediate ceasefire
  • Bats rdv
  • Sombra