COTIDIANO

Artigo Soninha: Lixo jogado no chão também contribui para a poluição de nossos rios

Publicado em 03/9/2020 às 10h21

Por Soninha Francine

 

Das ruas para os rios
 Lixo jogado no chão também contribui para a poluição de nossos rios

É um comentário clássico de quem chega de viagem pelo aeroporto de Cumbica: como é chocante entrar em São Paulo pela marginal… Avenida feia, sem calçadas, sem fachadas, sem pessoas. Contorna um rio que, coitado, sente falta de quando podia ser chamado por esse nome. O Tietê retificado, com margens concretadas, recebe toneladas de esgoto sem tratamento, com enorme contribuição justamente de Guarulhos.

O outro grande rio que corta a cidade, também retificado e com seu curso invertido – ou seja, não damos aos cursos d’água o direito de simplesmente ser o que são –, morre de vergonha de seu cheiro. Não devia, a culpa é nossa. O Pinheiros também é o destino de córregos fétidos que usamos como lixo e descarga – os que cortam ocupações irregulares e, pasmem, até um ou outro condomínio devidamente “urbanizado”.

Além dos grandes volumes despejados sem cerimônia, existe outra participação na sujeira dos rios chamada “carga difusa”. É aquilo que vem com a água das chuvas, lavando as ruas com tudo de “caca” que as cobre – da fuligem dos escapamentos ao óleo dos motores; do xixi dos cachorros à borracha dos pneus. Não consigo mais olhar para calçadas, asfalto e sarjetas sem imaginar a água imunda correndo em direção ao Pinheiros e o Tietê. E imploro: já basta o que é muito difícil de evitar, não piorem as coisas jogando lixo no chão!
E faço um apelo especial: muita gente que não jogaria sequer um papel de bala no chão comete, sem perceber, um delito equivalente, arremessando bituca de cigarro! Por alguma razão misteriosa, nem todos se dão conta de que bituca também é lixo. E tóxico, ainda por cima. Capaz de contaminar, sozinha, litros de água. Imaginem o impacto dos milhões que, todos os dias, vão parar… nos rios.

Então, você que é fumante e que, como eu e todo mundo, fica indignado com a sujeira dos nossos rios, “prestenção”: bituca no chão, não. As ruas e os rios agradecem.

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Bats rdv
  • Sombra
  • Garden-party
  • Marco
  • Poline
  • Fête nationale (anticipée puis détournée)
  • Brandenburg Concerto (Wendy Carlos)
  • Maggie ##
  • Maggie #