COTIDIANO

Anvisa aprova nova vacina contra gripe exclusiva a idosos acima de 65 anos

Oferta em clínicas particulares deve ocorrer após definição de preço

Publicado às 9h30

Folha de SP

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o registro de uma nova vacina contra influenza para idosos com 65 anos ou mais, um dos grupos considerados de maior risco de desenvolver complicações da gripe.

A nova vacina, chamada de Fluzone Sênior, protege contra três tipos de vírus —influenza A H1N1, A H3N2 e influenza tipo B—, conforme recomendação anual da OMS (Organização Mundial de Saúde), que avalia os vírus de maior circulação.

O produto é fabricado pela empresa Sanofi Pasteur. Segundo a fabricante, testes indicaram eficácia até 24,2% maior em comparação à vacina trivalente aprovada atualmente no Brasil e utilizada nas campanhas públicas de vacinação e em clínicas particulares.

De acordo com a diretora-médica da empresa, Sheila Homsani, isso ocorre porque a vacina desenvolvida para idosos têm uma dose mais alta de antígenos, o que faz com que a população produza uma quantidade maior de anticorpos contra o vírus e, assim, fique mais imune à doença.

“O Brasil possui uma população idosa crescente que precisa se proteger mais contra a gripe. O cuidado com esse grupo é uma necessidade notada há algum tempo, pois os adultos a partir dos 65 anos são, particularmente, mais vulneráveis a complicações associadas ao vírus Influenza. Isso acontece porque o sistema imunológico é mais fraco e a resposta de anticorpos não é a mesma de indivíduos mais jovens”, afirma.

A nova vacina continuará a ser indicada em apenas uma dose, com reforço anual contra os vírus de maior circulação no período.

O produto, porém, é contraindicado para pessoas com reação alérgica grave à proteína do ovo. Em indivíduos com febre e infecção aguda, a vacinação deve ser postergada até a recuperação, informa a empresa.

O aval para o registro foi publicado na segunda-feira (15) no Diário Oficial da União. Inicialmente, a vacina deve estar disponível apenas em clínicas particulares, o que deve ocorrer após definição da Cmed (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) sobre o preço máximo de venda. Ainda não há previsão do valor.

Segundo a empresa, antes do Brasil, a vacina já havia sido aprovada em 2010 nos Estados Unidos. Também já foi aprovada na Austrália e Canadá. A estimativa é que ao menos 67 milhões de idosos já tenham sido vacinados.

Atualmente, infecções causadas pelo vírus influenza respondem por seis entre dez principais causas de internação entre idosos. No Brasil, o período de maior circulação do vírus da gripe vai de maio até agosto.

No SUS, a vacinação contra a gripe é ofertada em períodos específicos a idosos acima de 60 anos por meio de campanhas de vacinação. Para isso, o Ministério da Saúde usa uma vacina produzida pelo Instituto Butantan, que recebeu transferência de tecnologia da Sanofi Pasteur.

De acordo com a pasta, uma decisão sobre eventual inclusão de novas vacinas no SUS depende de análise de eficácia, efetividade e custo-benefício pela Conitec, comissão que avalia novas tecnologias na rede pública. Não há previsão de incorporação de novas vacinas contra influenza no momento, informa.

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Oscars
  • Aida
  • back duo
  • trio xxi
  • decisive
  • boyau
  • Jerusalem's chimera
  • Jorg
  • Ulli