COTIDIANO

Aplicativo de Doria para táxis tem baixa adesão de passageiros e não decola

Desde o lançamento em abril, cada motorista fez em média três viagens

Publicado às 9h20

Jornal Agora

O aplicativo SPTaxi, lançado em abril pela Prefeitura de São Paulo, nos últimos dias de João Doria (PSDB) à frente da gestão, ainda não decolou. De 2 de abril até a última segunda (18), só 62.397 corridas de táxi foram feitas por meio dele. A prefeitura dizia que a plataforma tornaria os taxistas mais competitivos em relação ao Uber e demais aplicativos, oferecendo descontos de 10% a 40%.

Desde o início da operação, seis em cada dez taxistas da cidade se cadastraram no aplicativo —20.638 aderiram entre cerca de 34 mil motoristas de táxi da capital paulista. É como se, em média, cada um deles tivesse realizado três corridas por meio do SPTaxi nesse período todo.​

O número de passageiros cadastrados também é baixo —36.970, segundo a prefeitura. Em média, foram feitas 810 corridas pelo SPTaxi diariamente na capital desde abril. Como comparação, só o Uber realiza cerca de 2,6 milhões viagens diárias em todo o Brasil, segundo uma estimativa extraoficial.

Ao lançar o aplicativo pouco antes de deixar a prefeitura para concorrer ao governo estadual, Doria prometeu uma campanha de marketing para estimular o uso do SPTaxi, com propaganda em pontos de ônibus. Segundo taxistas, isso não ocorreu.

“Tenho reunião com o prefeito Bruno Covas [PSDB] e vou falar para ele desenvolver isso com mais propaganda”, diz o presidente do Sinditaxi (Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo), Natalício Bezerra.

Já o presidente do Simtetaxi (Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores nas Empresas de Táxi de São Paulo), Antônio Matias, diz que o aplicativo é um sucesso, embora precise de ajustes e mais propaganda. “Além do marketing, é preciso ter voucher para os funcionários da prefeitura e de empresas.”

Taxistas que baixaram o SPTaxi criticam a falta de publicidade por parte da prefeitura, a dificuldade para entrar em contato com o passageiro e até mesmo a falta de um aviso mais perceptível quando algum usuário chama uma corrida.

“O problema é que toca uma ou duas vezes por dia, no máximo. Tem muito taxista cadastrado, mas falta divulgação para passageiros. Eles não sabem que existe o aplicativo”, diz Augustinho Mourão Cavalcanti, 52.

Para Aldonei Soglia, 45, o aviso de chamada para uma nova corrida é discreto e passa em branco. “Ele não abre a tela do celular quando está chamando. Fica escuro. Nesse intervalo, já tocou quatro vezes, a campainha é baixa e você não ouve”, afirma. Segundo ele, os passageiros aprovam. “Eles estão gostando por causa do desconto. Elogiam também a precisão do GPS”, diz Soglia.

A cabeleireira Deise Santos, 31, aprova o SPTaxi e afirma que vários colegas já estão usando. “Coloquei no meu celular porque, dependendo do horário, outros serviços não vão até a casa da minha mãe, na Vila Nova Cachoeirinha [zona norte]. O táxi vai até lá”, afirma.

Segundo Deise, o incômodo tem sido cobranças indevidas de baixo valor, de R$ 4,50, por corridas que não realizou. “Tem chegado email até de horários em que estou em casa. Achei isso estranho e questionei.”

A Prefeitura de São Paulo afirmou em nota que não há baixa adesão ao SPTaxi, mas “crescimento progressivo” no uso. A administração disse que, em abril, houve 521 corridas por dia e, em junho, até dia 18, 1.138.

A gestão afirmou que, em breve, será possível pagar via cartão de crédito direto no aplicativo. Nova versão permitirá a visualização do chamado mesmo com o celular em descanso.

Disse também que atualização de 8 de junho já possibilita comunicação com o passageiro e aumenta o volume da chamada. Sobre a queixa da passageira, afirmou que não é possível que ela tenha sido cobrada, porque o cartão não é vinculado ao aplicativo.

 

 

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Inglorious
  • Campidoglio
  • MAXXI
  • Fasanen butterfly
  • Xiomara dedicating her book "Warten auf den Regenbogen" (teNeues, 2024)
  • Xiomara duo
  • Xiomara
  • History
  • Minotaure