COTIDIANO

Gestão Covas recolhe mais de 500 patinetes em 1º dia de fiscalização

Dona dos equipamentos falam em ilegalidade e dano ao patrimônio

Publicado às 9h25

Folha de SP

No primeiro dia de fiscalização das regras de patinetes compartilhadas em São Paulo, a gestão Bruno Covas (PSDB) fez uma caça a patinetes que estavam estacionadas em calçadas da cidade.

Foram recolhidas 557 patinetes de compartilhamento pela cidade. A Grow, dona das marcas Yellow e Grin, diz que parte dos equipamentos foi danificada.

A prefeitura diz que a Grow tinha até a última terça-feira (28) para se cadastrar como operadora de transporte, o que não ocorreu. Portanto, a situação da empresa é irregular, atualmente.

Segundo a empresa, não compete à prefeitura regular a sua atividade em São Paulo. A Grow faz um paralelo com locadoras de veículos, que atendem a regras federais para o seu funcionamento, e não municipais.

Para a Grow, portanto, a retirada das patinetes foi ilegal. A empresa diz que vai questionar na Justiça as regras impostas pela gestão Covas e que inviabilizariam sua atuação em São Paulo. Entre os argumentos está o de que cabe à União regular a circulação de patinetes.

A Grow argumenta ainda que o decreto da prefeitura recai sobre apenas os patinetes compartilhados, mas livra os usuários particulares desse meio de transporte.

Em vídeos divulgados pela Grow, é possível ver funcionários a serviço da prefeitura recolhendo patinetes pela cidade. Em outro vídeo, um funcionário da Yellow aparece em uma discussão com o secretário das subprefeituras Alexandre Modonezi. O secretário sugere que o funcionário vá à delegacia assinar um termo circunstanciado.

Segundo a Grow, outro de seus funcionários foi levado à delegacia, supostamente por atrapalhar o trabalho da Prefeitura.

O único texto federal que regula as patinetes é uma resolução de 2013, que estipula que usuários de patinetes podem trafegar em áreas destinadas a pedestres, como calçadas e calçadões, desde que com velocidade limitada a 6 km/h. Para além disso, o uso é apenas permitido em ciclovias e ciclofaixas, com velocidade limitada a 20 km/h.

Diferente do que diz a regra federal, a nova regra de São Paulo proíbe o uso das patinetes sobre as calçadas. Para a prefeitura, segue valendo o uso em ciclovias e ciclorrotas. A prefeitura ainda inova ao estabelecer que as patinetes só são autorizadas a andar em vias com velocidade máxima de carros de 40 km/h.

PRINCIPAIS REGRAS DA PREFEITURA

– Trânsito de patinetes é permitido apenas nas ciclovias, ciclorrotas e em ruas cuja velocidade máxima de veículos seja de 40 km/h. O seu uso em calçadas é proibido

– A velocidade máxima das patinetes deverá ser de 20 km/h

– O uso de capacete é obrigatório e caberá às empresas que alugam as patinetes fornecer os equipamentos de segurança

– Empresas do ramo deverão ter campanhas educativas, manuais de condução defensiva, ter seguro e informar mensalmente o número de acidentes registrados no sistema

– As empresas devem ainda recolher equipamentos estacionados irregularmente e evitar a concentração dos equipamentos estacionados em locais públicos

– O uso das patinetes é individual

– Multas de R$ 500 a R$ 20 mil podem ser dirigidas às empresas do ramo, que decidem se repassam ou não o valor a seus clientes

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Campidoglio
  • MAXXI
  • Fasanen butterfly
  • Xiomara dedicating her book "Warten auf den Regenbogen" (teNeues, 2024)
  • Xiomara duo
  • Xiomara
  • History
  • Minotaure
  • Nerea