REGIONAL

São Paulo acumula obras paradas ou atrasadas; hospital na Pompeia, Rodoanel Norte e Linha 6-Laranja são algumas delas

Publicado em 17/10, às 11h

Por Priscila Perez

São Paulo tem R$ 43 bilhões investidos em obras públicas paradas ou atrasadas. São 762 obras “congeladas” e outras 780 “totalmente fora do cronograma”, contratadas tanto pela administração municipal (1.280 casos) quanto pelo Governo do Estado (262). Os dados são referentes ao mês de setembro e foram compilados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Linha 6-Laranja

Canteiro das obras paralisadas. Foto: Diego Padgurschi /Folhapres

Na zona noroeste, há dois grandes exemplos de obras atrasadas. A primeira é a da Linha 6-Laranja, que um dia ligará a Brasilândia à Estação São Joaquim do Metrô. A construção do ramal está atrasada e representa R$ 23 bilhões nesse universo de investimentos em atraso, quase a metade do rombo citado pelo TCE.

A Gestão Doria já ensaia a retomada da linha, cuja construção está paralisada há pelo menos três anos. Vale lembrar que o prazo para caducidade do contrato de concessão expira no dia 11 de novembro. A data foi alterada porque três grupos empresariais internacionais formalizaram propostas para a aquisição da participação do consórcio Move São Paulo na Parceria Público-Privada (PPP).

Complexo Hospitalar Cotoxó

Foto: Reprodução.

Também há uma obra incompleta na Pompeia. Trata-se do Complexo Hospitalar Cotoxó, que deveria ter ficado pronto em 3 de junho de 2014. A previsão atual é no segundo semestre de 2020, praticamente seis anos depois. Até então, o Estado já investiu R$ 24,3 milhões, mas o total previsto em contrato é de R$ 63,4 milhões. “Sua execução foi impactada pela necessidade de readequação ambiental do projeto em respeito ao entorno dela, de alta densidade demográfica”, afirma o governo estadual.

Trecho Norte do Rodoanel

Obras do Trecho Norte do Rodoanel/Foto: Felipe Rau/Estadão

O Rodoanel Norte, que está sob suspeita de desvios de recursos públicos, é outra grande obra que sofre para ser concluída. O governo estima que o gasto para o término do anel viário ficará entre R$ 800 milhões e R$ 1 bilhão. Há seis anos, o Rodoanel Norte foi orçado em R$ 4,3 bilhões, mas já consumiu R$ 6,85 bilhões, ou seja, 60% a mais do valor previsto originalmente. Inicialmente a obra deveria ter sido inaugurada em março de 2016. Com R$ 1 bilhão a mais de gastos – em uma visão mais pessimista – o valor da obra chegará em R$ 7,85 bilhões, isto é, 83% a mais do montante orçado em 2013. Com as desapropriações de casas e terrenos, este valor pode chegar a R$ 10 bilhões.

 

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • back duo
  • trio xxi
  • decisive
  • boyau
  • Jerusalem's chimera
  • Jorg
  • Ulli
  • Inglorious
  • Campidoglio