REGIONAL

Hospital Geral de Taipas recebe fiscalização surpresa do Tribunal de Contas do Estado

Publicado em 27/11, às 10h30

Por Priscila Perez

Uma megaoperação foi realizada ontem, 26 de novembro, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) para verificar o atendimento e a utilização dos equipamentos em 299 unidades de saúde de São Paulo, entre hospitais, UPAs e UBSs. Cerca de 300 agentes estiveram envolvidos.

Hospital Geral de Taipas. Foto: Reprodução/HGT.

A fiscalização surpresa também chegou ao Hospital Geral de Taipas, na zona noroeste da capital, que recentemente foi motivo de polêmica devido à celebração de seus funcionários, durante o expediente, no Dia do Servidor Público. “Nossa intenção é ver se o cidadão está sendo bem atendido, se os aparelhos estão funcionando e se as pessoas estão conseguindo marcar as consultas”, disse o presidente do TCE, Antônio Roque Citadini.

Hospital Geral de Taipas. Foto: Reprodução/HGT.

Durante a vistoria, o que chamou mais a atenção da equipe foi o estado de conservação do mobiliário do hospital. Móveis, macas e camas foram encontrados em uma área exposta ao tempo, jogados no chão. Além disso, um tomógrafo encontra-se quebrado. Sobre o atendimento, já questionado pela população, o TCE ainda não revelou quais foram os problemas encontrados. Há apenas dados gerais sobre a operação. Em 37% das unidades visitadas, por exemplo, há equipamentos parados. “Nós vamos notificar todos; vamos notificar o diretor do hospital, o prefeito, quem for responsável e eles terão prazo de 15 dias para dizer como é que eles vão consertar”, salienta Citadini.

A operação fiscalizou fatores como qualidade do atendimento, satisfação do usuário, presença de médicos, enfermeiros e profissionais de saúde, condições de armazenamento de medicamentos, condições físicas (limpeza, acessibilidade e conforto) e de equipamentos, além do descarte correto de resíduos hospitalares.

Os dados gerais, ainda preliminares, podem ser consultados aqui.

Roda de samba no Hospital de Taipas

Durante a festa, registrada em vídeo, quatro músicos tocavam pagode, enquanto os profissionais comiam e conversavam. A reunião não só revoltou a comunidade como virou caso de polícia. Segundo a conselheira do Hospital Geral de Taipas, Marlene Wentzel, as imagens foram compartilhadas no próprio dia e chegaram ao deputado estadual Bruno Lima (PSL), que conferiu o problema em seguida.

Hospital Geral de Taipas. Foto: Reprodução.

A conselheira, que também acompanhou o caso, destaca que “membros da diretoria da unidade confirmaram aos presentes que tinham autorizado a reunião entre seus funcionários – embora não tivessem assinado nenhum documento a respeito”. “A diretoria argumentou que o atendimento não foi prejudicado. Como assim? Tinha tanta gente na festa em pleno horário de trabalho que alguém deve ter ficado sem atendimento. E pior: eles sempre argumentam que o hospital não tem gente suficiente. Falta efetivo”, relata Marlene Wentzel.

O caso foi registrado no 74º DP (Parada de Taipas). Questionado, o Hospital Geral de Taipas, por meio da Secretaria Estadual da Saúde, afirma que a roda de samba não foi autorizada pela direção da unidade. A pasta também assegura que irá apurar os fatos internamente.

Folha Noroeste

Somos o maior prestador da região Noroeste, com mais de 100 mil exemplares impressos a Folha do Noroeste tem se destacado pelo seu comprometimento com a Noticia e tem ajudado a milhares de pessoas a divulgar os problemas do cotidiano de nosso bairro.

Adicione Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Video

Uniquely strategize progressive markets rather than frictionless manufactured products. Collaboratively engineer reliable.

Flickr

  • Eva
  • Fall mantra
  • Outsights
  • sneaker
  • Intempérils!
  • Oscars
  • Aida
  • back duo
  • trio xxi